domingo, 30 de dezembro de 2012

CRANIOPAGUS PARASITICUS



retirem a face morta viva de minha nuca
face demoníaca, de vontade própria
olhos que acompanham, lábios que murmuram
não dizem nada, mas produzem sons perturbadores
ela sorri se eu choro, como quem caçoa de meu desespero
de ter que carregar uma penitência: a própria
que não me deixa dormir, grunhe, rosna

retirem a face morta viva de minha nuca
de intenções malignas, zombarias em tom de desprezo
não há cura? não há remoção?
que a missiva seja cumprida
destruam-na, cubram-me no deserto
para que eu não ouça terríveis sussurros em meu leito
e que meu leito não tenha pedra ou legenda

tiro no olho
veneno na boca
na face, na nuca
na face da nuca
há quem estabeleça estável relação

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

SEIS CORDAS E UM SONHO - Episódio 3

Edu Silva mandando ver em mais um episódio da saga SEIS CORDAS E UM SONHO.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

FIM DO MUNDO

É o fim do mundo. O mundo já acabou no Japão? E aqui, vai acabar no horário de verão? Será que todos viram o fim do mundo, menos a Luíza? Facebook é uma versão atualizada do Orkut. A NASA informou o quê mesmo? Amanhecer, escurecer... O calendário (Tim) Maia estava errado? Eu tive que subir lá no alto para ver! Vi Jesus dizendo que não deixaria o mundo acabar 4 dias antes do seu aniversário. Quem? O cara que nasceu no dia 25/12 e tem um calendário que marca o tempo de uma parte da civilização justamente a partir do seu nascimento? Alguém me responde então por que o ano começa ao 1° dia de janeiro e não ao 25° dia de dezembro. Alguém? Facebook’s on the table. Profetas e escritores virtuais, tão sábios e revolucionários, escrevem tão bem e sem erros, promovem cultura e sabem de tudo, para não dar com os burros n’água é só consultar para seu deleite um google boy. Porém, hoje fico com o erro mais acertado do dia e faço a mesma pergunta da Gilka: “O fim do mundo irá acabar amanhã?”. Por favor respondam que sim e amanhã tentem dar continuidade ao mundo com utilidades!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

É ILIMITADO

Nascido em Alagoas
Criado em Pernambuco
Um legítimo alabucano
Apelidado Pirralho
Apaixonado por futebol
Amante da música
Casado com a poesia
Torcedor do Sport
Pai da Tarsila
MC, rapper, prefiro poeta
Que resgata as bases antropófagas na confecção de sua arte
Dois discos gravados
Respeitado por grandes nomes da música nacional
Vencedor de alguns prêmios como Alagoas em Cena, Projeto Pixinguinha, Itaú Cultural-Rumos da Música, Conexão Vivo
Enfim, depois de tanta estrada aberta, caminho para o nada
Levo calotes de coletivos e prefeituras que se endividam socialmente e me deixam pessoalmente endividado
Essa é minha vida, esse é meu mundo

Fodeu
No rabo é salutar, é ilimitado

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

terça-feira, 13 de novembro de 2012

INTERFACE SOBRE A GENTIL CONVERSÃO DO GENTIO EM GENTE






















No fundo da clareira nasceu McDonald, herói de nossa gente. Primeiro pensamos em comê-lo, mas com rapidez e praticidade ele nos fast foodeu. Converteu-nos, formatou-nos e nos tendeciou. Atuou em autos de guerrilha gramatical e nos atou nós. Cegos. Cegos nós. Nós, cegos. Antolhos direcionados a uma frente que não é vanguarda. Moderninhos se resguardam sob a sombra da guarda avançada. Nascer na modernidade não faz ninguém moderno. Modernismo é moda vintage pra frentex. Pós-moderno é Modernismo após ontem. O futuro é um presente constante. O passado são filmografias, fonografias, biografias, livrarias... memórias. Mentiras contadas mil vezes são mentiras em proporções mil a mais. Milenares. Lapidadas à veritas. Buraco da memória. Eva comeu a apple e teve Jobs para digeri-la, mas que indigestão agradável. Ao digerir cifras é preferível a prisão de ventre mantenedora da monarquia abdominal. Reis têm súditos; almirantes, marinheiros; internautas têm seguidores, que seguem seguindo e sendo seguidos, perseguindo e sendo perseguidos, compartilhando, comentando e curtindo os eventos de nenhures. Notificações. Postagens sem postura. O fluxo é unilateral. Vento bom é medido em mega. Sopro da vida. Conectar! A conexão expirou... Apocalipse now! Garanta seu ingresso para o show do fim do mundo a preços populares compartilhando a promoção em sua timeline e estenda sua linha do tempo. O dilúvio é anunciado. Venha, você não pode perder, salve seus dados. Siga o grande argonauta da teia mundial e a fuzarca de nowhere o levará para o sítio das virtuais navegações além da taprobana. Quem vai, curte; quem não vai, compartilha e quem não sabe, comenta. 

sábado, 10 de novembro de 2012

ACHA QUE SABE

Fala de respeito e violência
Fala de autoridade e urgência
Mas enquanto alguém dispara
Deita no chão com um sorriso na cara
"Não sou marginal, sou rebelde
Mas, ai, como adoro tal espelde"

TEMPÓLVORA

Ficamos mais velhos e mais caseiros, essa é uma evolução natural, ordem natural do tempo. O tempo faz perceber que a casa é a maior riqueza que se tem, geralmente há essa percepção, geralmente, nem sempre. Em meio a chumbo e agressões, Eu prefiro minha casa e o que de mais valia há nela e que estava na rua comigo e não se desgarrou mais de mim depois de estampidos e alaridos, envolveu-me numa comunhão genética de confiança, necessidade e dependência. Eu quero minha casa, Eu quero minha vida. Se não consegues perceber, se queres ir de encontro ao tempo, ficar mais velha e descontar o tempo perdido, o tempo que te fiz perder, talvez seja isso - não sei, e parece não querer que eu saiba também, essa é a diferença entre nós -, vai e te perde, encontra-te, dissocia-te de mim, mas deixa minha casa. A casa é nossa, mas diante de tal incompreensão, cerrado semblante e "necessidade" de se satisfazer da rua, a casa é minha.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

NUNCA DAS MARAVILHAS

Um cara natural do País das Maravilhas decide se radicar na Terra do Nunca e ao receber uma premiação por seus grandes feitos faz questão de, em seus agradecimentos, erguendo o troféu, esbravejar "Terra do Nunca!", ao voltar à Terra do Nunca prepara uma comemoração e os habitantes desta terra escolhida por ele como casa não se fazem presentes, esse cara merece a terra ou o nunca?

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O QUE VALE É A DIVERÇÃO!


DOGGYMÁTICO



Um doggymático bateu à porta de um senhor e disse:
- Aí, truta, tem um projeto aqui mil grau que vai te tirar dessa ilusão aí, tiozão!
O senhor estranhou o andamento da abordagem e perguntou:
- Oxe, minino, tu é de onde, hein? D'onde tu vem qu'esse projeto aí pa me convertê?
O doggymático respondeu:
- De coqueiro Seco, mano.
O senhor pegou o pandeiro e bateu:
- O coco é do coqueiro / vem da arte, é artilheiro / tem um som e tem um cheiro / sincopado de lavanda / Se São Paulo é padroeiro / dê a volta bem ligeiro / que aqui é o coqueiro que no seco anda

O doggymático pôs o rabo entre as pernas e foice, quer dizer, foi-se!

sábado, 1 de setembro de 2012

CRUZOU? É!


Hoje foi um dia de polêmicas, acredito que foi como todos os dias, na verdade, até porque a polêmica é causada quando há confrontações a dogmas, a regras invisíveis, a acomodações. De costume, ser rechaçado por rechaçar virou rotina para mim. Na boa, estou de invólucro inchado. LC é demais? 3,14 em primeira pessoa é menos demais, mas em terceira pessoa se anunciando... é o rei! Minha patroa é protagonista? É, ela detém o dinheiro, mas na sala de aula o comando é meu, a orientação é minha, até ela seguir os dogmas e as regras e as acomodações e me menosprezar, como sempre aconteceu. Pedir para ficar eu não vou. Mas se minha obra estourar com a indelicadeza de Isadora e a meiguice de Gina ela pede para eu ficar. Fica! Fica! Fica! Até o candidato que ela apoia vai posar ao meu lado para engradecimento mútuo que me exclui. A peça menos importante é sempre a crucial, a que está na vanguarda, o peão. Passo a ser oportunamente o protagonista e ela passa a me maisprezar. Se é para o bem do polvo e felicidade geral, danação, diga ao polvo que pico. Pico a mula, embainho a espada e fico, em atividades mais lucrativas. Danou-se! O que farei a partir de agora? Sinto as dores do parto, é hora de parir ou de partir? Só sei que a dor do parto é grande. Paro, parto, fico, pico? Fui envolvido pelo polvo, um único ser de tentáculos coloridos e alaridos tentadores. Tantas dores e cores numa sinestesia sem anestesia, de pouco entendimento e de formas miméticas, não antropofágicas, mas miméticas, não antropofágicas, mas miméticas, não antropofágicas, mas miméticas... Enfim... Já faz 9 meses e eu quero parir 300, se eu botar meu amor próprio na avenida não vai valer 1,99. Porque aqui a vida é Real ($), levo calotes oficiais de instituição de ensino e prefeitura, e extra-oficiais de quem bota quazinada na seda e viaja na maionese. Em meio a esse meditabundo fuzzuê vejo que prosperou Robinson Crusoé. Será? Terei o mesmo fim?

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

LIÇÕES DE QUÍMICA

Desde que me meti a fazer química sempre pensei em compor, nunca pensei em aparecer primeiro com fórmulas conhecidas para depois lançar as minhas, esse é um caminho de se mostrar à comunidade científica, é bem verdade, mas eu preferi aparecer com a minha própria fórmula, que não deixa de ter ingredientes já utilizados por outros, claro, mas a mistura dos elementos foi equacionada por mim, o resultado foi autoral. Todos os químicos que usam patentes de outros cientistas têm suas próprias fórmulas, mas preferem viver na zona de conforto de laboratórios de amostras já desenvolvidas, têm receio de lançar suas patentes, que já estão prontas, porém em criogenia, por receio de se tornarem genéricos, não sei, talvez seja isso. Na comunidade científica do Livro das Faces, fui demonstrar meu apreço pelo grande cientista Oswald de Andrade que decidiu lançar a modernista patente brasileira na ciência e não mais copiar as patentes parnasianas e, assim como ele, recebi vaias. Tudo bem, a proposta foi lançada, algum cientista revoltado que não quis se identificar emitiu essa nota:
CAGALHÃO SONORO BREGA ! QUE BOSTA SEM NOÇÃO VCS TEM PINICO NO LUGAR DO OUVIDO E LATRINA NO LUGAR DO CÉREBRO. INSCREVAM-SE COM URGÊNCIA NO TRANSPLANTE CEREBRAL POIS SEU CASO É GRAVÍSSIMO CRIATURAS ABJETAS FEIAS , SINISTRAS E BABACAS.SERES INFERIORES E INSIGNIFICANTES MONTES DE MIJO E COCÔ AMBULANTE...ISSO É O QUE DÁ QUANDO FORROZEIROS AXEZEIROS SE METEM A CANTAR OUTROS ESTILOS...MUITO TELETUBIE SEM ALMA SEM PEGADA GERAÇÃO CAGALHÃO RESTART E FRESNO ! ECA QUE NOJO !" É LOUCO PRÁ PÔR ISSO NA NET
Meu caro, aceito sua opinião, só não fale dos grandes cientistas Restart e Fresno, pois estes são parte do grande laboratório industrial e seus seguidores podem te perseguir por compará-los a mim. Além do mais, eles vão me investigar para saber se estou usando as fórmulas deles, o que na verdade não venho fazendo, me livre dessa. Isto vai ser considerado uma heresia à grande contribuição científica que eles vêm deixando como legado para salvar teus filhos no futuro. Cuidado com as opiniões próprias, e com as próprias opiniões próprias também, não as profira, jovem cientista. Os sapos tanoeiros podem não deixar de coaxar jamais em sua página da comunidade científica.

sábado, 7 de julho de 2012

RAONETO

                                 o audacioso súdito investe
                                 na ousadia da confrontação
                                 o professor que deseja ser mestre
                                 merece minh'admiração

                                 e obtém, a bem da verdade
                                 irmão de sangue bondade
                                 não foi escolhido, mas reconhecido
                                 fraterna amizade

                                 apresento-lhes o grande cacique
                                 Raoni, meu amigo, que claro fique
                                 nossa tribo é deveras fundamental

                                 em alguns logradouros, um príncipe
                                 em meu coração, simplesmente munícipe
                                 o próprio diria: "eu sei, sou local"

segunda-feira, 28 de maio de 2012

sexta-feira, 13 de abril de 2012

quinta-feira, 12 de abril de 2012

QUANDO EU OLHO PARA MIM VEJO ZOADA E PRÁTICA


Anônimo, continue invalidando/avaliando minha pessoa que dessa forma você me faz crescer. FM, é a frequência que você pretende atingir? Vamos nessa!

sei que a cada resposta
alimento mais sua inveja
o que te ofereço é bosta
segundo você, ora veja

tantas avaliações e critérios
condenando-me a um julgamento
eu que não incentivo mistérios
sou julgado como um excremento

não é a certeza de ser fiel
aquilo que a vida mais preza
sou eu que clareio a nova era

quero o inferno, cheio de fel
minhas mágoas expostas à mesa
sou eu que escolho minha quimera

terça-feira, 10 de abril de 2012

segunda-feira, 19 de março de 2012

quarta-feira, 7 de março de 2012

O ESPANTALHO E O PÁSSARO



não consigo dormir
talvez não vá conseguir
sinto que perdi
que vontade de me punir

esse maldito não-saber-dizer-não
que de outrem tira o chão
o chão de quem sabe voar
mas também precisa pousar

sem chão não há pouso
sinto-me uma pista de baque
sem garantia de repouso
simplesmente um achaque

simplesmente complicado
por me sentir convidado
mas já não sou mais assim, dado
não tenho seis, apenas um lado

um lado penumbra
o outro alumbra
e toda íris vislumbra
mesmo na bruma

quero ser tua metade-inteiro
afugentar outras aves que são de rapina
já não quero mais ser herdeiro
de nenhuma rotina, mas fazer minha Sina

Espantalhos são colocados em meio a hortas ou plantações com o objetivo de espantar aves. Têm, contudo, o inconveniente de perder sua eficácia, pois as aves terminam por habituarem-se com eles. Não quero mais ser espantalho, quero ser pássaro! Seu par.

sábado, 3 de março de 2012

DUCA


Só não há remédio para a criatividade linguística e ortográfica desse povo brasileiro! Boa!

domingo, 29 de janeiro de 2012

SEQUÊNCIA MÁXIMA

sábado 11/02

domingo 12/02

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

EXPULSADO


sincronia de segunda-feira
sem lentes Grande Irmão
Springfield será salva
só nós sabemos a salvação
do alto da Amazônia
uva, cevada, maracujá
o SAMU não será chamado
nós temos a cura, já
cutucar onde quer ser cutucado
o leão cutuca o navegante
depois de ter sido atiçado
acaba-se em gargalhada abundante